Uma viagem no tempo: descubra como as fragrâncias remetem à lembranças do passado

Atualizado: Abr 30



Você provavelmente já passou pela seguinte situação: enquanto andava pela rua, passou em frente a uma padaria e sentiu aquele cheirinho (fragrância) de bolo que acabou de sair do forno. Em fração de segundos se lembrou da época em que dormia na casa da avó e comia os deliciosos bolos feitos por ela para o lanche da tarde.


Esse fenômeno é explicado cientificamente através da Aromacologia, também é conhecido como Psicologia dos Aromas, ciência que estuda a relação entre os aromas e as modificações que eles provocam em nosso humor. Segundo esse ramo, o nosso nariz funciona como uma “máquina do tempo” e quando somos submetidos a um cheiro, o resgatamos em nosso "arquivo de memórias” e, assim, sentimos emoções, sentimentos e sensações ligadas a esse cheiro.


Além das memórias, a Aromacologia afirma que é possível “transportar-se” para o local dessas lembranças marcantes. Essa viagem cronológica ocorre em decorrência de processos físico-químicos no cérebro e à posição do sistema olfativo, que fica ao lado do sistema afetivo.



Características de algumas fragrâncias


Como o olfato é o sentido mais ligado às emoções, cada pessoa possui seu próprio “banco olfativo”, que pode ser alterado pelos mais de 10 mil cheiros que o olfato do humano pode distinguir. Dessa forma, as pessoas podem apresentar comportamentos diferentes mesmo diante do mesmo aroma. Ainda assim, algumas fragrâncias são comumente usadas para proporcionar ou evitar sensações específicas. Confira na lista abaixo cinco dessas fragrâncias utilizadas, principalmente, para realização de terapia complementar.


  • Baunilha - Remete à infância e é utilizada para tranquilizar e acalmar, pois proporciona sensação de aconchego e proteção.


  • Lavanda - Remete a momentos felizes da infância, tende a provocar emoções positivas e provocar sensação de bem-estar.


  • Cítricos - Os chamados aromas cítricos - como o limão, a laranja e a tangerina - pertencem a uma família aromática famosa pela produção de perfumes leves, frescos e estimulantes. Tendem a aliviar o estresse, ajudam a aumentar a concentração e energizam o ambiente.


  • Floral - São associados à sensualidade e elegância (comumente utilizados para produzir perfumes femininos) e também podem provocar um estado de leveza e frescor. Destaca- se por diminuir a temperatura corporal e proporcionar frescor.


  • Pinho - Se o floral representa a maior parte das fragrâncias da família olfativa floral para o público feminino, a família olfativa pinho representa a maior parte das fragrâncias de perfumes masculinos.



Fonte: Unimed



78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo